Piadas – Rapaz de boa índole

Um sujeito, boa pinta, cheio de amor para dar estava de passagem por uma cidadezinha pacata.

Sem nada para fazer soube que ia rolar um bailão naquela noite.

Não pensou duas vezes. Colocou a melhor roupa e foi. Lá chegando, sem conhecer ninguém, foi logo querendo tirar uma dama para dançar. Olhou em um canto do salão e avistou uma linda garota de vestido longo olhando para ele com certo interesse.

Com aquele olhar penetrante, não resistiu e a convidou para dançar. Mas ela respondeu:
– Infelizmente não posso, pois sou portadora de necessidades especiais e não tenho as duas pernas.

O rapaz sem jeito, abalado com a noticia, tentou de alguma forma ser gentil e perguntou:
– E como você vai voltar para sua casa?
Ela respondeu:
– No final do baile, sempre algum moço me leva no colo, pois moro logo aqui pertinho em uma pequena chácara no final da rua.

O jovem para demonstrar sua cortesia ofereceu para levá-la nos braços no final do baile.
No final do caminho, com ela nos braços, rosto colado (e a garota sendo muito atraente), não resistiu e a beijou apaixonadamente.
O clima esquentou e ele disse querer fazer amor e ela aceitou imediatamente.
Como não tinha um local apropriado, a moça sugeriu que a levasse até uma mangueira, próxima a sua casa e a pendurasse em um galho. Pois assim, ficaria na altura ideal para a realização daquele ato de amor.

E assim foi. Ela segurou no galho da mangueira, ele tirou a sua calcinha, levantou seu vestido e mandou ver.

Após terminar, pegou-a nos braços e a levou até a sua casa. Quando bateu na porta, surge o pai da jovem.

O rapaz então disse ao senhor:
– Boa noite. Vim trazer sua filha.
O velho não parava de agradecê-lo. Então, o jovem perguntou:
– Mas senhor. Porque me agradece tanto? Fiz apenas uma obrigação.
E o velho respondeu:
– Não meu filho… Você foi muito gentil em trazê-la até aqui porque a maioria dos moços a deixa pendurada no galho da mangueira. Depois, tenho que ir buscá-la de madrugada.